Toda Região Portal

Notícias

Aérea cobra US$ 10 por cobertor, idoso com frio reclama e é expulso do voo

- Mundo
- 52

Uma discussão por causa da cobrança de um cobertor levou a companhia aérea americana Hawaiian Airlines a desviar um voo que ia de Las Vegas (EUA) para o Havaí. Um passageiro que havia pedido um cobertor reclamou ao saber que teria de pagar US$ 10 (cerca de R$ 32). 

O homem de 66 anos, que não foi identificado, disse que não deveria pagar pelo objeto porque estava muito frio a bordo. Irritado, ele pediu o telefone da sede da companhia para fazer uma reclamação, e disse que queria punir alguém pela situação. Segundo a imprensa dos Estados Unidos, não houve agressões físicas. 

Diante da situação, o piloto decidiu aterrissar no aeroporto de Los Angeles (EUA), para que o homem fosse retirado do avião. As autoridades no aeroporto informaram que o homem não representava ameaça e o liberaram sem nenhuma acusação. Ele pôde então continuar a viagem ao Havaí por outra companhia aérea. 

O incidente ocorreu na quarta-feira (8). O voo que havia partido de Las Vegas inicialmente às 8h44 voltou a decolar de Los Angeles somente às 14h46. 

No Brasil, a cobrança por bagagem despachada tem sido alvo de muitas discussões. A nova regra está prevista para entrar em vigor na próxima terça-feira (14), e várias companhias aéreas já anunciaram a intenção de cobrar pelas malas. O Ministério Público Federal em São Paulo e órgãos de defesa do consumidor querem anular a decisão. 

Passageiro indisciplinado 

A companhia aérea americana afirmou ao UOL que desviar um voo “claramente não é a primeira opção”. “Mas, neste caso, o comandante decidiu que o melhor a ser feito era pousar o avião em Los Angeles e remover o passageiro em questão”. 

A assessoria de imprensa da Hawaiian Airlines informou que a notificação sobre um passageiro indisciplinado a bordo ocorreu cerca de uma hora depois da decolagem. Disse ainda “desconhecer a conduta do passageiro, o que foi dito, ou o tom”. 

“Acho importante nos colocarmos na posição do comandante, que está na cabine prestes a iniciar um voo de cinco horas sobre o Pacífico, quando é informado de uma questão no avião. Nossos tripulantes são responsáveis pela segurança e conforto de todos os passageiros e o piloto a quem determina quando é melhor desembarcar um passageiro indisciplinado”. 

Cobrança de extras 
Autoridades disseram que o cobertor custava US$ 12 (quase R$ 40), mas o item aparece no site da aérea por US$ 10. Além do pagamento pela peça avulsa, a companhia inclui o cobertor como um dos itens disponibilizados para quem paga pelo assento com espaço extra. O preço varia de acordo com o roteiro de viagem, começando em US$ 80 (R$ 255) a mais no valor da passagem. 

Outras companhias aéreas dos Estados Unidos também cobram por extras deste tipo. Na lista de opcionais da JetBlue, por exemplo, itens como fone de ouvido, cobertor e travesseiro saem por US$ 5 (R$ 16) ou US$ 6 (R$ 19).

Fonte: UOL

Comentários

PÁGINAS DO SITE

NOVIDADES POR E-MAIL

2017 © Toda Região Portal Todos os direitos reservados.